quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Ressonância de vida passada


Atendemos uma moça que está inconsolável com o fim de um relacionamento amoroso. Como é comum nesses casos  muitas pessoa sofrem muito com a 'perda' e entram em um estado depressivo muito forte. Foi o caso da moça em questão.



Ao sintonizar o médium com a moça este captou a presença de um espírito do tipo 'preto velho' junto dela, 'triste' pq ela não lhe ouvia e ele queria 'trabalhar' com ela. A médium a princípio imaginou tratar-se de um espirito vinculado à egrégora da  Umbanda, mas lhe esclareci que era apenas um espírito ainda 'sem luz' e que precisava ser 'doutrinado', apesar de aparentemente ele querer 'trabalhar', o conceito de trabalho é muito relativo, e no caso dele era fazer qualquer tipo de feitiço, fosse qual fosse a intenção. 



Esclarecido este cidadão, que aceitou nossa ajuda e foi 'encaminhado' para uma outra estância do astral, a médium percebeu então uma mulher negra, muito gorda e feia segundo ela, era lavadeira e estava sentada na beira de um riacho, chorando e triste pq haviam 'roubado seu homem'. Logo percebemos que se tratava de uma vida passada da moça que estávamos atendendo e pedimos para o médium conferir se da nuca da mulher negra saía uma espécie de fio ou

cordão, ao que ele conseguiu perceber um cordão de coloração acinzentada.



Ligado a esta mulher negra estava um outro espirito, um negro tbm, e que se encontrava em um local cheio de 'artefatos' e objetos usados em rituais de magia 'afro', como velas, cacimbas,etc. Este espírito, naquela existência, roubou os ossos daquela mulher negra do cemitério one ela havia sido enterrada depois de morta e os enterrou em seu próprio quintal, a fim de

escravizá-la. Provavelmente ela era frequentadora de cultos 'afro' e fez algum trabalho que nãohonrou depois. 



Conversamos com este espírito a fim de esclarecê-lo do mal que estava fazendo a si mesmo e por fim ele aceitou libertá-la de seu 'cativeiro'. A moça em questão hoje é branca, de origem germânica, e muito bonita. Sua desventura amorosa provocou uma ressonância com uma vida passada onde ela sentiu as mesmas emoções, os mesmos sentimentos que está sentindo agora, e isso fez com que seu inconsciente 'despertasse' as emoções vividas naquela vida e as projetasse na vida atual dela neste momento,  provocando uma espécie de auto-obsessão, alimentada por ela mesma e tbm pela presença de dois espíritos que conviveram

com ela naquela encarnação, o 'preto velho' que queria 'trabalhar' novamente com ela e o outro macumbeiro que a havia 'aprisionado' juntamente com seus ossos, em seu quintal.



O mesmo sentimento que ela está nutrindo de 'não-aceitação' da situação é o sentimento que nutria o macumbeiro que a aprisionara, que não aceitou que ela o trocasse por outro em uma vida passada e resolveu vingar-se aprisionando ela a ele através de magia. Tecnicamente o trabalho de magia que ele fez no passado e que ainda estava atuante chama-se 'arquepadia'e como se pode observar pelos sentimentos atuais da moça, encontrou muita afinidade vibratória nela para atuar, pois sem isso não tinha como 'pegar', naquela ou nessa vida.




GELSON CELISTRE

Um comentário:

  1. Olá, estou passando por uma situação semelhante e preciso muito de ajuda.
    Por favor, pode me ajudar?
    São poucos os lugares que levam a sério problemas sentimentais, porém vivo uma experiência parecida com a da moça e estou entrando em desespero por não conseguir ajuda.
    Meu e-mail: poderesdemel@yahoo.com.br

    ResponderExcluir