quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O pai-de-santo

     Atendemos um senhor que afirmou ser 'de religião' há 30 anos. Segundo ele 'somente' há 4 anos é que 'cruzou' a umbanda (branca) que seguia com o culto de 'nação'. De início já dissemos a ele que a 'origem' de seus males era a 'matança' e que entidades 'de luz' não precisam de sangue.
Este senhor tem inúmeos problemas de saúde e já procurou tudo que podia para melhorar, desde a medicina convencional a médiuns de cura, trabalhos de magia, etc.


     Inicialmente foi visto larvas astrais dentro do estômago dele, que foram retiradas, e logo em seguida se apresentou o espírito de uma escrava negra que lhe obedecia cegamente. Este ser estava com nosso consulente há muito tempo, a seu serviço no astral, mas em consequência passava para ele o que sentia, pois tinha uma das pernas 'em carne viva' e sentia muita dor. Curamos a perna deste ser e ele foi orientado por nossa equipe espiritual. Conversamos um pouco com ela, que queria ajudá-lo, mas que não tinha condições mentais para tanto. Porém, mostrou aos médiuns os seres que trabalhavam com o esse pai-de-santo e através dela conseguimos resgatar mais quatro escravos negros de lá, além dela. Pedimos que ela acompanhasse as médiuns até a residência dela para limparmos por lá mas ela não conseguiu entrar.
     Fomos assim mesmo e os médiuns viram as paredes cobertas de sangue, que limpamos, e vários seres, etnre eles, uma mulher com um longo vestido vermelho, a 'dama de veremelho' que inicialmente tentou se fazer passar por homem para ocultar sua identidade e ligação com o consulente.
     Ambos foram amantes em vida passada, morreram assassinados juntos e 'combinaram' de um trabalhar com o outro que estivesse encarnado. Enquanto o consulente ainda 'seguia' a umbanda branca esta mulher não estava conseguindo muito acesso a ele, resolveu então 'ajudar' as coisas a acontecerem e 'facilitou' o acesso de outros espíritos ao consulente, a fim de 'externar' sequelas de seu perispírito, provocando a eclosão de diversas doenças. Com isso a tal entidade consegiu incutir na mente do consulente que ele precisava de uma magia 'mais forte' e que 'só' com a umbanda (branca) não conseguiria resolver os seus problemas.
     Depois que ele começou com os 'cortes' foi fácil o processo de dominação, inclusive foi nos mostrado que o consulente se desdobra e se encontra com sua ex-amante constantemente.
Nesse tipo de caso não costuamos interferir pois é a própria vontade do consulente que mantem estes seres junto dele. Apesar disso, lhe explicamos que ele esta 'trabalhando' com entidades trevosas de baixa vibração e que seu destino após a morte seria a escravidão junto a esses próprios seres, a não ser que ele seja 'mais' trevoso do que eles. Tbm foi lhe informado, por nossa equipe espiritual, que há entidades 'do bem' prontas para trabalhar com ele, mas que depende dele quer mudar o 'tipo' de trabalho que faz. Avisaram a ele que será muito dificil pq a ligação dele com a tal dama de vermelho é muito forte.
     Tbm lhe avisaram que a saúde dele não vai melhorar e que, mesmo que ele para de lidar com 'sangue', vai apenas amenizar suas mazelas, mas que isso lhe aliviaria  muito a situção pós-morte e sua próxima vida principalmente. Com o consulente tbm havia um espírito na forma de um 'centauro', só que com chifres, de tamanho reduzindo. O que as médiuns sentiram é que ele não vai modificar seu 'tipo' de trabalho e consequentemente, além de não se 'curar' de nada ainda vai agravar o seu karma.


Gelson Celistre

Um comentário:

  1. Pensamentos
    É sempre assim que falam os nossos irmãos desencarnados que sempre são chamados pelos encarnados. A sua vida será sempre o que você esteja mentalizando constantemente. Em razão disso, qualquer mudança real em seus caminhos, virá unicamente da mudança de seus pensamentos

    ResponderExcluir