quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

O gangster

     Ao sintonizar com o consulente, uma das médiuns captou a imagem de um homem amarrado numa cadeira, ele tinha a mão direita cortada acima do pulso. Era um gangster que fora acusado pela namorada do 'chefão' de querer lhe seduzir. Segundo ele fora ela quem o desejava e ante sua recusa, por medo do tal chefe, esta se sentiu ofendida e teria dito que ele é quem lhe tentara. Ele era o contador e daí pra associarem tbm que queria lhe roubar o dinheiro, já que queria 'roubar' a mulher, foi fácil para o 'poderoso chefão'.


     Depois de ser mutilado e de ser espancado até a morte, foi acorrentado e jogado no mar. O local era a cidade de Boston nos anos 30. Havia um grande número de vítimas desses gangsters que foram jogados daquele local, provavelmente algum armazém da zona portuária.
     Havia tbm o tal 'chefão' desencarnado e vários de seus asseclas, mas estes nem sabiam que estavam mortos e se surpreenderam ao ver os 'defuntos' que eles haviam matado ali junto deles. Nós os esclarecemos e todos foram resgatados. Com o tal chefão conversamos um pouco e ele foi levado por dois seguranças.
     Este ser, o chefão, havia encontrado o consulente quando este esteve em uma pizzaria que tem um tema decorativo náutico, possivelmente em alguma praia do litoral gaúcho, e conseguiu fazer sua 'ligação' com ele e o bolsão de espiritos ligados a ele por conta de uma mulher, que é a reencarnação daquela que condenou o consulente a morte com suas mentiras, e que é alguém que convive com o consulente nesta vida. Esta se manifestou desdobrada e chegou a incorporar em uma das médiuns, mas nada falou por temer se expor. Ela teve sua ´'memória inconsciente ativa' apagada e foi envidada de volta ao seu corpo.

Gelson Celistre

Nenhum comentário:

Postar um comentário