quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Ministério da reencarnação - das trevas

Atendimento de uma menina de 14 anos com diagnóstico de dermatite aguda. Segundo informações da irmã, que a acompanhava, isso surgiu quando ela tinha dois anos e meio de idade e os médicos afirmam que se trata de doença psicossomática. É um caso semelhante a outro que atendemos recentemente, onde a menina tinha psoríase, só que este bem mais agravado pois o corpo todo da menina está tomado por estas feridas.

Em comum nos dois casos a violência contra escravos negros da época da escravatura aqui no Brasil. A consulente fora esposa de um 'sinhozinho', que era bom para os escravos segundo um deles, que se manifestou através da psicofonia, mas depois que ele morreu ela demonstrou ser bastante cruel com os escravos e inclusive os marcava a ferro para que não fossem confundidos com os de outras fazendas, caso fugissem. Fora essa bolsão de escravos, ainda havia muitos outros seres que a consulente vitimou através do fogo e de ácidos.

Um destes seres foi auxiliar dela em uma existência onde ela fazia experiências médicas com seres humanos, em passado remoto, e na existência seguinte nasceu como filho dela. Nessa outra vida foi ela novamente fazia este tipo de experimento e foi descoberto, tendo ela sido proibida. Sem ter cobaias, ela utilizou o próprio fillho como cobaia em suas experiências. Conversando com este ser, ele afirmou que trabalhava no plano astral em uma casa cheia de crianças, com um tal de 'Seu Antônio', que as preparava para a reencarnação.

Investigando a veracidade das afirmações deste espírito, descobrimos uma organização trevosa que realmente preparava as crianças para reencarnar, mas com a finalidade de serem 'do mal', uma espécie de 'ministério da reencarnação', só que ligado a entidades trevosas. Antes de efetuar os procedimentos de acoplamento desses espíritos, eles eram submetidos a sessões de 'cinema', onde assistiam filmes com cenas de muita violência e sexo desregrado, entre outras coisas ruins, a fim de reproduzirem isso quando encarnados.

A entidade que fora filho da consulente realmente acreditava que o 'Seu Antônio' era um espírito de luz e as próprias crianças de lá tbm, pois ele as tratava bem até a hora da 'sessão de cinema' e aqueles não voltavam mais para o convívio dos demais. Essa 'base' estava ligada a inúmeras outras e foram todas desativadas e as crianças resgatadas. Esse espírito questionou o pq dele ter sido enganado 'esse tempo todo' pois ele acreditava que estava fazendo algo de bom para as crianças. Através de nosso comando, ele lembrou então de uma vida passada onde ele era quem enganava outras pessoas, era exímio jogador de cartas e dono de uma 'lábia' muito boa, aliás, esse foi o motivo dele ter sido 'recrutado' pelo 'ministério' para este trabalho, pretendiam utilizar a lábia dele para enganar as crianças. Mas viram que ele era tão ignorante que não percebera a realidade do que acontecia ali e então o deixaram acreditando que atuava para o 'bem'.

Ainda ligado à menina que estávamos atendendo, havia uma entidade de 'terreiro', do tipo 'gira', por conta de um trabalho que fora feito para separar o pai dela de sua mãe. A menina é fruto do segundo casamento de seu pai e a primeira mulher dele havia procurado um terreiro e contratado um trabalho para separá-los.
Acontece que a entidade que foi ligada ao trabalho no tal terreiro era antigo comparsa da menina de outras vidas. A entidade e a  menina eram inimigas da mãe da menina e da primeira mulher do pai dela, a que contratou o trabalho. Além disso, várias outras entidades do tal terreiro tinham sido vítimas da menina em outras vidas e por conta do tal trabalho acabaram 'encontrando' ela, passando então a querer desforra.
Segundo a nossa equipe espiritual, além do retorno cármico de seus próprios atos, a dermatite da menina é devida principalmente à aversão pela sua própria mãe, em nível inconsciente, pois eram inimigas ferrenhas no passado.

O que pudemos fazer foi resgatar os seres ligados a ela, os bolsões, esclarecer os seus credores que trabalham no tal centro, resgatamos aquelas crianças que seriam 'reencarnadas' e apagamos a memória inconsciente ativa da mãe dela e dela para amenizar a rejeição. É um caso que pode ser amenizado mas dificilmente a menina vai obter uma melhora considerável pois no passado ela fez muito mal a muita gente, sempre provocando queimaduras nas pessoas, seja com fogo ou com ácidos, entretanto, o resgate dos seres ligados a ela vai lhe aliviar bastante o espírito, a nível psicológico, e isso vai lhe propiciar uma melhor qualidade de vida pois muitos outros 'ex-colegas' dela que estão habitando regiões trevosas a querem 'de volta' e estão apostando que ela não vai suportar viver com o corpo desse jeito e vai se matar.

Abraços.

Gelson Celistre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário