quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

A cartomante

     Em toda atividade existem pessoas honestas e desonestas e nas práticas espiritualistas não é diferente. Existem cartomantes sérias que estudaram o Tarot e que procuram fazer um bom trabalho, mas também tem aquelas que denigrem a atividade. Na apometria também temos a mesma situação, assim como em qualquer outra atividade. No caso em tela a cartomante a qual no referimos é uma pessoa que tem mediunidade e que tinha guias que a orientavam em sua atividade divinatória.

    
    Nesse tipo de situação geralmente a cartomante não vê coisa nenhuma nas cartas, os espíritos que a acompanham é que sopram a ela o que ela tem que dizer para a pessoa que está se consultando, por isso é comum a pessoa se espantar por a cartomante "acertar" coisas sobre a pessoa, porque os espíritos vêem e passam a informação para a cartomante. Em muitos casos a cartomante conscientemente nem sabe que está sendo assessorada por algum espírito, mas essa parceria existe.

    A amiga de uma cliente minha foi nessa cartomante, disse que ela era muito boa, e a cliente não resistiu e fez uma consulta online com a tal cartomante. Na consulta a cartomante disse para a cliente que o marido dela poderia morrer em breve vítima de uma doença. Detalhe, o marido é jovem e não tem nenhuma doença mortal atualmente, ela inclusive se casou há pouco tempo.

    Bem, mas a cliente ficou preocupada e resolveu se consulta conosco para verificarmos a veracidade da tal previsão funesta. Nós não trabalhamos com previsões, mas podemos ver se a pessoa tem alguma doença grave a ponto de ser fatal. Apesar de ter casos de câncer na família do marido, o que ele tinha de problema de saúde segundo ela é um inchaço nos joelhos que os médicos não sabem a causa.

    Começamos a verificação chamando a tal cartomante para conversar (em desdobramento), e ela já chegou dizendo que não devíamos nos meter no trabalho dela, que ela vê as coisas nas cartas e que não é sempre que vê coisas boas, disse que trabalha com os guias dela e que fazem trabalhos de cura.

    De fato ela tinha vários guias, oito para ser exato, seis homens e duas mulheres, mas que de guias só tinham o nome pois na verdade eram uma gangue. O que essa cartomante faz com a ajuda dos tais guias é sempre jogar um verde como esse, teu marido vai adoecer e morrer, tua mãe vai adoecer e morrer, teu irmão, teu tio, teu namorado, etc. Diz que uma pessoa próxima ou familiar vai morrer, a pessoa fica com receio, quer saber se tem com curar, se pode evitar que o outro morra, enfim, quanto mais preocupada a pessoa ficar mais ela vai ser extorquida para que a cartomante com seus guias impeçam esse destino trágico da pessoa.

    Esses guias dela no astral vão atrás da pessoa e vasculham sua vida, analisam suas vidas passadas, como está o corpo astral, para identificarem qual doença a pessoa tem propensão a ter, então eles dão um jeito de fazer a doença se manifestar, por exemplo colocando junto dela um espirito com essa mesma doença, para que a previsão de doença se confirme e a pessoa que foi na cartomante fique mais apavorada e retorne atrás de uma cura, momento em que a cartomante vai lhe extorquir tudo que puder. No caso em questão era um câncer que iriam provocar no marido dela.

    Essa cartomante em especial foi cigana em vidas passadas e os tais guias dela eram todos ciganos. Ela e seus guias já aplicaram esse golpe em mais de 70 pessoas, onde potencializaram uma doença numa pessoa próxima da que se consultou com ela para extorquir dinheiro com trabalhos de cura da doença. Os oito guias foram presos, tiveram a memória apagada e vão ser encaminhados para reencarnação.

    Quanto a nossa cliente, que mora nos EUA, descobrimos que o problema que o marido tem nos joelhos é devido a uma vida passada onde ele foi um guerreiro índio que usava muito como recurso em batalha quebrar os joelhos dos inimigos. Ele chegou a fazer isso com 29 inimigos, até que numa batalha fizeram o mesmo com ele, lhe quebraram os dois joelhos e o deixaram no campo para morrer.

    Atualmente havia com ele 6 desses inimigos que ele quebrou os joelhos, lhe obsidiando e precipitando o karma dele, que se manifestou na forma desse inchaço nos joelhos que o faz caminhar mancando. No astral ele ainda estava caído no chão com os joelhos quebrados sem conseguir sair do lugar. Levamos todos para o hospital no astral, o marido da cliente e a meia dúzia que o acompanhava. 

    Gelson Celistre

Nenhum comentário:

Postar um comentário