quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Alterando o passado

Abrimos uma frequência minha de uma época em que eu comandava alguns laboratórios trevosos no astral, cuja sintonia é facilmente conseguida através de minha 'mão esquerda'. Nessa época eu tinha alguns dedos 'robóticos' na mão esquerda e, atualmente, quando eles ficam 'dormentes', é pq asintonia com esse período esta´forte' e temos algo a resgatar.


Desta vez foi um laboratório que me pertencia e que 'mudou de lado', ou seja, era um laboratório trevoso que passou a trabalhar para a 'luz'. Em uma reunião com mais nove membros de minha 'organização', decidimos destruir tudo. Esse laboratório era um prério com 14 andares, sendo dois no subsolo e nós (naquela ocasião) o explodimos. Os corpos astrais dos que ali trabalhavam estavam lá ainda todos despedaçados e eles se imaginavam todos 'mortos'.
Fizemos o tempo 'retroceder' até antes da explosão e tudo voltou ao normal, com aqueles seres fazendo o que estavam fazendo antes sem nem imaginar o que já havia lhes ocorrido e nem o que estava por vir.
Retornamos no tempo até a reunião onde havíamos decidido o trágico fim de nossos ex-funcionários, e dei ordens então para que não fosse destruído o tal laboratório. Nesse momento os demais membros disseram que não os destruiríamos agora mas quando o fizéssemos seria uma vingança terrível, imaginando que se eu adiara o fim deles era pq estava planejando algo muito pior.
Nossa equipe disse à uma das médiuns que esses outros ainda iriam destruir o tal laboratório pois na mente deles as minhas ordens soaram como uma 'moratória', mas que eles acreditavam que eu ainda queria a destruição e os mandaria fazer o serviço posteriormente, com algum requinte de perversidade provavelmente. Então apagamos a mente desses seres para que nada lembrassem e para que o laboratório voltasse a atuar, dessa vez pela falange do Cordeiro. Esses outros nove, assim como eu, tbm estão encarnados.
Abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário