sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Anorgasmia

     "anorgasmia é uma doença que causa dificuldade ou incapacidade de chegar ao orgasmo. Ou seja, a pessoa não consegue sentir o ponto máximo de prazer durante uma relação sexual, mesmo que haja uma intensidade e estimulação sexual considerada normal, e passa a ter uma diminuição do desejo sexual devido à frustração. Esse problema atinge principalmente mulheres, e pode ser causado por fatores físicos ou psicológicos, como ansiedade e depressão e/ou uso de drogas ou de certos medicamentos, que impedem a sensação de prazer que caracteriza o orgasmo, podendo causar desconforto e dor." Texto retirado do site Tua Saúde.

    Tratamos uma mulher na faixa dos 50 anos com esse problema e o que encontramos espiritualmente foi o seguinte. Numa vida passada ela foi freira e era diretora de um colégio interno para moças. Era extremamente repressora e chegava até a verificar as calcinhas das moças para ver se tinha algum indício de qualquer atividade sexual, foi na época onde se utilizava a palmatória e ela utilizava com frequência. 

    Era uma mulher que tinha repulsa por sexo e tocava o internato com mão de ferro. Esse internato ainda existia na dimensão astral e a consulente estava desdobrada lá com a personalidade que tinha, era a diretora, e estava tocando o terror em 74 moças que estavam lá, sendo que 23 eram encarnadas e assim como ela estavam lá em desdobramento. 

    Apagamos a mente da diretora e a reacoplamos à consciência atual. Os espíritos das moças que estavam no internato, 51 espíritos, foram resgatados. Essa frequência aberta fazia com que na vida atual ela sentisse o que sentia naquela vida, repulsa por sexo.

    Outra situação que também estava colaborando com a anorgasmia da consulente era a presença junto dela de três freiras, mas essas eram conhecidas dela de uma outra vida passada onde ela novamente foi freira. O convento onde elas eram freiras existia no astral e era comandado por uma madre superiora tão severa quanto a mulher foi na vida onde era diretora do colégio.

    Quando o médium identificou a presença dessas três freiras junto da mulher mandei puxar uma para conversarmos. Essa freira nos disse, e confirmamos ser verdade, que os pais da mulher quando ela ainda era uma criança, tinha uns dois ou três anos de idade, manifestaram o temor de que a filha quando crescesse fosse promíscua, temiam que ela fosse o tipo que dava para qualquer um, e rezaram muito pedindo que isso não acontecesse.

    Essas três freiras que viviam no convento no astral onda a mulher havia sido freira numa vida passada aproveitaram a energia dispendida pelos pais dela para fugir do convento, pois como tinham conexão com a mulher e os pais rezaram para ela esse energia acabou chegando no convento. 

    Essas três freiras eram bem assanhadas, não gostavam de ser freira, queriam sair do convento e ter experiências sexuais e aproveitaram as orações e a conexão com a mulher para ficar perto dela cumprindo a vontade dos pais, ou seja, impedindo que ela saísse dando para qualquer um, a a maneira que encontraram de evitar isso era fazendo ela não sentir prazer com o ato sexual, principalmente com a penetração.

    No astral elas colocavam coroas de espinhos, crucifixos e outros objetos dentro da vagina da mulher para que durante a penetração ela sentisse dor e não sentisse prazer, ao mesmo tempo, sempre que a consulente se relacionava sexualmente, uma das freiras tomava o lugar dela, ou seja, se encostava nela e absorvia a energia sexual gerado no coito. 

    A freira disse que se sacrificavam descumprindo seu voto de celibato para manter a promessa aos pais da mulher, mas na verdade elas queriam que ela fizesse sexo mas que não sentisse prazer pois elas é que queriam sentir, inclusive foram as freiras que induziram a mulher a ter relações ainda na adolescência, com cerca de 15 anos, porque queriam se sacrificar por ela.

    O convento de onde elas fugiram tinha mais 78 freiras vivendo lá sob a mão de ferro da madre superiora, que era muito rígida e impunha castigos severos para as freiras. Apagamos a mente de todas e as resgatamos, juntamente com as três que estavam com a mulher que atendemos.

    A mulher que atendemos foi levada para um hospital pois pela quantidade de anos que as freiras colocam as coisas na vagina dela no astral estava ferida. Essa situação de anorgasmia é um resgate kármico dessas vidas onde a mulher tinha uma visão equivocada da sexualidade e foi repressora dessa energia não só nela mas em outras pessoas. 

    Se agora ela vai conseguir ter algum orgasmo vai depender também de uma reprogramação mental, um trabalho interno que ela terá que fazer, pois mesmo tendo eliminado a causa externa do problema ainda existe na mente dela, no inconsciente, essa ideias equivocadas sobre a sexualidade que precisam vir à tona e serem trabalhadas.

Gelson Celistre



Nenhum comentário:

Postar um comentário