segunda-feira, 25 de março de 2019

A dama do penhasco

     Já nos deparamos com vários tipos de seres extraterrestres em nossos trabalhos de apometria e neste caso, tratando uma senhora idosa, que inclusive é medium e já trabalhou em outro grupo de apometria, que nos procurou por ter sentido vontade de se suicidar, se jogando da janela de um apartamento na praia.
     Ao sintonizar com a consulente os médiuns viram várias vidas passadas dela, algumas em especial com a frequência aberta. Em uma delas a consulente era uma poderosa dama, rainha de algum pequeno reino, ou uma senhora feudal. Ela gostava de dar festas em seu castelo e convidava outros "nobres" da região e um dos passatempos dessa turba era manda arremessar pessoas de um penhasco e apostar em quem gritaria mais alto durante a queda mortal. Ela sentia muito prazer nessa crueldade.




     A tal dama do penhasco gostava tanto dessa prática que pensou em fazer sexo com o súdito encarregado de jogar as pessoas no penhasco, pois assim lembraria do momento em que ele jogava as vítimas e isso a excitava. Mandou chamar o sujeito e na hora do "vamos ver", o tal homem disse a ela que era casado, que tinha filhos e que amava a esposa, mas que faria o que ela mandasse pos era obrigado. A dama do penhasco não gostou disso e na próxima festa que organizou promoveu uma surpresa para seu súdito ingrato. Ela mandou seus soldados trazerem a família do súdito e mandou que ele os jogasse no penhasco. Ele se recusou então ela mandou um soldado rasgar a roupa da esposa dela, deixando-a desnuda, e ameaçou que se ele não a jogasse ela seria estuprada pelo soldado ali mesmo, na frente de todos. Nos filhos ela mandou ameaçar lhes de torturar e por fim cortas-lhes a cabeça, não deixando outra alternativa para o súdito a não ser jogar sua esposa e filhos no penhasco, para não fazê-los sofrer mais antes de morrer.
    O súdito ficou com muito ódio da dama e jurou para si mesmo que se vingaria. Depois de passado um tempo preso depois do ocorrido, ele foi levado a presença da dama para "servi-la" e o fez porque pretendia jogá-la do penhasco assim que tivesse a chance. Mas a dama era esperta e sabia que era só uma questão de tempo até o súdito traí-la, então mandou atirar ele do penhasco antes que ele tivesse chancer de agir contra ela. Já tinha várias vidas que este espírito a persegue tentando fazê-la se matar, se jogando de algum local alto. Na verdade este ser vivia em sofrimento pelo que aconteceu com ele e apagar isso de sua mente foi um ato de caridade. Ele agora vai se reencontrar com os espíritos que amava pois como estava cego pelo ódio só pensava em vingança.
     Em outra vida a consulente era uma cigana muito bonita e que ganhava a vida se prostituindo e com pequenos trambiques, até que fez um serviço para um bruxo e percebeu que ganharia muito mais trabalhando para este tipo de "clientela" e passou a fornecer o que os bruxos da região precisacem, o que incluía crianças para sacrifícios rituais e as vezes pessoas adultas. Em outras ocasiões eles já lhe pediam um item específico como um coração humano ou outro órgão, o que ele providenciava sem problemas. Ela também se encarregava de se livrar dos corpos usados nos sacrifícios e também nos casos de retirada de órgãos ela precisava se livrar do resto do corpo e nessa vida ela também jogava os corpos de um penhasco.
     Foi visto um espírito a induzindo ao suicídio no dia que ela sentiu vontade de se jogar do prédio e segundo o médium tinha uma aparência muito esbranquiçada, como se fosse "albino", o que achei estranho. Joguei uma energia nele e ela o viu então com a forma de um réptil, tipo uma osga humanóide.


     Rastreando a origem do bixo os médiuns foram para o fundo do oceano e abaixo, em cavernas interdimensionais. Esse ser meio lagartixa vive numa dimensão intermediário entre o nosso físico e o astral, parece que a nave deles caiu aqui há muito tempo, ou fugiram de seu planeta, não soubemos ao certo, apenas que eles ficaram presos aqui, mas eles aparentemente não tem contato com a dimensão astral, apenas com a dimensão inferior a deles que é o nosso físico, e eles vem tentando encontrar um jeito de nascer entre nós. Foram vistos vários corpos de pessoas que morreram no mar nessas cavernas e eles colocavam seus ovos neles para ver se nascia algum tipo de híbrido. Depois disso já fizeram inúmeras tentativas de criar um híbrido ou de poder viver entre nós.
     A consulente que estávamos atendendo era um desses seres e há muito tempo atrás ela participou de um dos experimentos que eles fizeram e ela conseguiu nascer num corpo humano. Essa outra "osga" que estava a induzindo ao suicídio e que era quem a induzia e jogar as pessoas dos penhascos nas outras vidas, também fazia parte desse experimento e ela deliberadamente o sabotou para que ele não conseguisse nascer como humano e ninguém mais deles conseguiu replicar a experiência. Mas ela na época achava que iria manter sua consciência, só que não, ao nascer num corpo humano a mente dela foi apagada e ela passou a viver como qualquer um de nós. Nossa equipe está analisando o que pode ser feito com essas criaturas, que por enquanto foram isoladas e estão em observação.
     Enquanto isso a dama do penhasco, que desdobrada estava possuída e tentando nos atacar, foi levada para um tratamento especial, onde vamos retirar da mente dela o conhecimento de como ela ingressou no ciclo humano para que nenhum deles ou outros extraterrestres que ainda não saibam como tenham acesso a essa informação. Muitos já vivem entre nós, de um jeito ou de outro, mas quanto menos souberem melhor.

Gelson Celistre

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário