domingo, 4 de março de 2012

O mago escritor

A consulente apresenta uma constipação intestinal recorrente e fortes dores de cabeça, que a incapacitam de exercer suas atividades cotidianas. Estava acompanhada de um espírito com aparência de um troglodita, quase um elo perdido, peludo e parecendo um macaco. Esta aparência era devida à uma vida passada muito antiga onde eles viveram juntos. Ele era muito possessivo e eles viviam meio afastados do resto da tribo ou aldeia. Evidentemente este espírito teve outras encarnações após essa mas ele não lembrava.

O mago negro inspirava vários escritores de livros espíritas, esotéricos, de auto-ajuda, etc.
Apagamos essa frequência de sua mente e ele então se viu como um homem normal, vestindo um traje social e chapéu, numa estação de trem, na qual viu passar a consulente, que embarcou num dos vagões. Ele foi atrás e tentou abordá-la, mas ela estava acompanhada por outro homem e nem o notou. Ele tinha um sentimento de desejo por ela, mas que não era correspondido nessa outra existência.

Foi visto ainda outra existência após essa onde eles foram casados, mas onde ele a maltratava pq lembrava inconscientemente dessa vida onde ela o ignorou. Uma das coisas que ele fazia era obrigá-la a comer alguns tipos de ervas afirmando serem remédio, mas que provocavam constipação intestinal nela, para impedir que ela saísse de casa. Quem lhe preparava essas ervas era um bruxa, atualmente desencarnada, e que manipulava o espírito desse homem para obsidiar a consulente, a fim de lhe extrair ectoplasma. Apagamos a mente do homem e prendemos a velha bruxa. Isto estava ligado diretamente ao problema de constipação dela na vida atual.

Já as dores de cabeça eram provocadas por algum  tipo de equipamento que foi colocado na cabeça dela no corpo astral, parecendo válvulas de segurança de compressores, cuja função era provocar um tipo de pressão. A consulente estava desdobrada numa frequência onde era cobaia num laboratório que pesquisava as relações entre homens e mulheres, mas especificamente pq as mulheres se submetem psicologicamente aos homens. Detalhe, só havia mulheres no local, sendo que a coordenação dos trabalhos era feita por lésbicas, que na realidade eram um grupo de dragões que vampirizavam as cobaias.

A consulente estava lá em duas frequências, numa como cobaia e em outra como parte de um grupo de nove bruxas.que fingiam ser enfermeiras para roubar a energia dos dragões. As nove bruxas trabalhavam para um mago negro. O interessante é que este mago é encarnado e é um escritor muito famoso. Ele utilizava a energia dos dragões para alimentar um quantidade imensa de ovóides. Para quem não sabe, chamamos de ovóides os espíritos que perderam a forma humana de seu corpo astral, por degeneração ou algum outro motivo, ficando apenas seu corpo mental numa forma de ovo geralmente, mas tbm podem se apresentar como se fosse uma larva ou ainda como uma forma gelatinosa disforme.

Os ovóides eram utilizados para vampirizar os leitores dos livros do tal mago, de modo a continuarem como "leitores fiéis". Era inserido magicamente nos textos que ele escrevia uma espécie de código de acesso que identificava e criava um link de acesso em quem lia algum livro dele. Ao identificarem o leitor (encarnado) era acoplado um desses ovóides nele. Muitos dos leitores passavam a ter sensações estranhas, visões, e a sonhar com as coisas fantasiosas escritas nos livros, pretensamente esotéricos e de auto-ajuda.

Quando ele me viu começou a dar explicações sobre o trabalho dele, se achando um grande mago por fazer isso, mas não lhe demos muita atenção, apagamos sua mente e nossa equipe já se posicionou para resgatar os ovóides. Este escritor encarnado era uma dos muitos que estavam sob influência de um outro ser, este sim um poderoso mago negro.

Encontramos o mago negro num grande salão, onde as paredes eram estantes cheias de livros. No salão havia dezenas de escrivaninhas onde médiuns desdobrados estudavam e escreviam. Esse mago tinha uma aparência bem exótica; barba e cabelos compridos, asim como as unhas; vestia por cima da roupa uma capa roxa e tinha orelhas pontudas, como as do Dr. Spock, dos filmes Star Trek (Jornada nas Estrelas). O mago andava de um lado a outro supervisionando as atividades de seus pupilos, todos ambicionando a fama e a fortuna destinada aos escritores de best-sellers.

O mago passa por um dos espíritos que está escrevendo algo e toca com um dedo a cabeça dele e pode-se ver uma energia que entra na cabeça do espírito, depois sussurra algo no ouvido dele, que é um rapaz jovem, e este começa a escrever sem parar. Esse mago tem penetração em vários ramos da literatura, livros de auto-ajuda, esotéricos, espíritas, etc., além de trabalhar não apenas com médiuns espíritas que sabem que o são, mas tbm com escritores com mediunidade intuitiva que nem sabem que possuem essa faculdade, inclusive religiosos não espíritas, como pastores evangélicos, padres católicos, rabinos, etc.

Nossa equipe mostrou ao médium uma pessoa aqui no plano físico lendo um livro que foi inspirado por esse mago negro. Enquanto a pessoa lê sai do livro uma energia que envolve a pessoa e a desdobra, isto é, retira seu espírito (corpo astral) do corpo, como se fosse um zumbi, sendo levado para um local no astral onde fica à disposição do mago negro, para retirada de energia vital.

Bem, estávamos observando sem sermos vistos e quando nossa equipe estava já posicionada para nos dar suporte, provocamos um vendaval que fez voar folhas pra todos os lados ali e o mago se assustou, criando imediatamente um campo de força ao redor dele e tentando ver o que havia provocado aquilo. Nos fizemos visíveis e o mago negro criou uma energia em forma de bastão, que arremessou em minha direção, mas a isolamos, ao que ele tentou usar a energia dos encarnados desdobrados contra nós, tbm sem êxito, pois já havíamos cortado as ligações dele com os encarnados.

Nosso pessoal encaminhou de volta aos corpos as pessoas desdobradas, leitores fiéis dos escritores inspirados pelo mago, que já está nesse ramo há décadas. Destruímos o local e todos o material que os psicógrafos (mesmo os que não sabiam ser) escreviam ali, que depois seria publicado. Com certeza vamos ter uma queda na produção de muitos escritores espíritas, esotéricos e de auto-ajuda; e em alguns talvez  até se note uma mudança no estilo ou perda de qualidade.

Abraço.

Gelson Celistre

5 comentários:

  1. Parabéns pelo texto, correto e esclarecedor! Que Deus o ilumine para escrever e das testemunho das verdades espirituais que muitos fogem.

    ResponderExcluir
  2. Interessante!! Gostaria de saber quem é esse escritor. Tenho muitos livros espíritas na minha estante, li a maioria deles, inclusive O Abismo (R.A.Ranieri)onde o autor descreve sobre os ovóides (no seu tema sobre os dragões que li aqui). Tudo o que vc menciona aqui eu já tinha lido e está sempre em concordância com as obras espíritas que li. Inclusive as do médium Robson Pinheiro, ditadas pelo Espírito Ângelo Inácio. É pra acreditar?

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Também gostaria de saber quem é ou são os escritores. Tenho muitos livros espíritas e esotéricos.

    ResponderExcluir