quarta-feira, 14 de março de 2012

O cardeal

A internet, entre outras coisas, é um veículo de comunicação muito interessante. Ao escrevermos algo ou colocarmos uma imagem nossa na internet nos tornamos acessíveis, energeticamente, a pessoas em todo o mundo. Isso ocorre pq nossas imagens e palavras estão impregnadas com a nossa energia. Em decorrência disto, muitas vezes acabamos sendo obsidiados por outras pessoas, a maioria das quais participa conosco somente de ambientes virtuais, como este blog, grupos de discussão, redes sociais, etc.




Recentemente aconteceu um caso interessante quando uma determinada pessoa passou a seguir nosso blog. Como ocorre nestes casos, a pessoa leu algum relato e se interessou pelo blog, inscrevendo-se como seguidora. Nada demais. Mas quando eu vi a foto e o perfil do blogger, me chamou a atenção ela ser de uma religião que "condena" qualquer contato com o mundo espiritual, classificando tudo como "coisas do demônio" e comentei com uma das médiuns. Isso foi o suficiente para que a médium sintonizasse com a pessoa e a situação se desdobrasse num trabalho espiritual.


Numa vida passada ela foi freira na época da inquisição e me perseguiu para me mandar para a fogueira; naquela existência eu era padre e fui queimado vivo. Na vida atual ela está acompanhada pelo espírito de um bispo, que conviveu com ela naquela época. Este espírito quer que ela reúna pessoas para poder vampirizá-las. Ao perceber nossa presença o espírito logo se manifestou dizendo:


- Agora vc vai morrer degolado! Viemos te buscar, terminar o que começamos!


- O que foi que começaram? perguntei;


- A extirpar o mal! O mal tem que ser extirpado pela raiz, a heresia, e vc é um herege! Dessa vez será degolado, terá sua cabeça separada do corpo e sua língua cortada! Seu sangue vai ser derramado para o alívio de muitos! Se ainda está aqui cometendo essas heresias é pq deve ter escapado de alguma maneira... mas não escapará de novo! Vamos cuidar para que isso não aconteça!


Nesse meio tempo ele começou a provocar muita dor nos pulsos da médium que o estava recebendo, dizendo que ela era tão culpada quanto eu e que merecia ser castigada. Perguntei a ele:


- Quem é tu para julgar?


- Eu sou um representante de Deus e tenho o poder conferido a mim por Ele!, respondeu o espírito, que prosseguiu dizendo:


- Não vou permitir que vc continue com toda essa heresia que tem cometido, há tanto tempo sem que ninguém faça nada para acabar com isso!


- Falando em tempo, há quanto tempo vc morreu? perguntei;


- Isso não importa, para um servo de Deus não existe tempo...


- Importa sim, tu não deveria ter ido pro céu? Se era um servo de Deus não devia ganhar o paraíso? 


- Cale-se, vc não tem o direito nem de falar, quanto mais de me questionar alguma coisa...


- Se tu morreu e não está dormindo aguardando o dia do juízo tu é um demônio, não é assim? Onde estão as verdades que tu pregava? Como posso eu estar vivo e tu morto? Será que eu ressuscitei dos mortos? 


- Cale-se seu herege! Não fale esse nome na minha presença! Já disse que sou um servo do Senhor! Eu sou um escolhido!


Nesse momento fiz ele ver o ser a quem ele realmente estava servindo, mas foi inútil pois ele não quiz acreditar no que viu, e disse:


- Não tente me enganar servo de Satã! Vc não vai me enganar com suas armadilhas! Deus pode mais!


A conversa já estava se prolongando muito, então paralisamos o bispo e o "deus" a quem ele servia se manifestou. Era um ser negro e tinha a coluna vertebral muito saliente; muito alto, magro e careca, com asas como de morcego e um rabo comprido. Os olhos pareciam duas bolas de fogo e quando eu disse à médium que iria até ele para bater um papo ele foi logo dizendo:


- Vc não pode me vencer, pq sou muitos... E vc é ínfimo perante mim. Não sou o que vc pode ver ou alguém desse plano, tenho muitos nomes e muitas imagens...


- Aham! respondi;


- Tanto tenho mais força que posso permanecer aqui, enquanto vc foi obrigado a estar ai... Eu posso estar onde e quando quero! E vc não tem poder algum!


Nesse momento invocamos um guardião de nossa equipe que apareceu e travou uma batalha ali com esse ser demonìaco, terminando por prendê-lo. Ao ser preso ele mudou de formas várias vezes, tendo voltado à forma que tinha na última encarnação terrestre, onde ele foi um Cardeal da Igreja Católica.


Havia vários espíritos aprisionados por esse Cardeal no astral, inclusive vários encarnados em desdobramento, sendo que dentre eles estava a pessoa que nos segue no blog. Nesses casos o procedimento padrão com os encarnados é apagar de suas mentes essas lembranças e mandá-los de volta ao corpo físico. Os desencarnados foram levados por nossa equipe espiritual.


Assim como esses espíritos, muitos se deixaram seduzir pelo poder temporal que lhes foi outorgado pela Igreja em outros tempos, extrapolando em seus desmandos, e depois de mortos não aceitaram sua condição de espíritos endividados e mundanos, criando ilusões de grandeza e delírios messiânicos alguns e mascarando sua verdadeira face outros. Entretanto, ninguém escapa da Lei divina e todos serão chamados a responder por seus atos.


O espírito que havia sido cardeal mantinha o delírio vaidoso do bispo de que era um escolhido de Deus, enquanto ele, que era um ser com plena consciência de suas trevas, utilizava as ligações do bispo com a pessoa encarnada e outras para se manter no astral sem precisar reencarnar, através de processos de vampirização.


Abraço.


Gelson Celistre

2 comentários:

  1. Gelson,

    Quando você fala que a equipe espiritual conduziu o ser das trevas, que local é esse? Eles são mantidos presos? Como funciona esse processo visto que os seres de luz tem de respeitar o livre arbítrio?

    ResponderExcluir
  2. Oi,

    Os espíritos resgatados são levados para locais condizentes com seu grau evoluitivo e com seu "momento" kármico. No caso de espíritos sofredores geralmente são encaminhados para hospitais e colônias, preparando-os para reencarnação.
    Espíritos da trevas, aqueles que querem deliberadamente viver causando mal aos demais, alguns são reencarnados compulsoriamente e outros podem ser levados para regiões no astral compatíveis com sua vibração. Nâo temos conhecimento de prisões permanentes no astral, apenas locais onde provisoriamente o espírito pode ficar confinado aguardando o desfecho de seu caso.
    Os seres mais perigosos, como magos negros ou cientistas das trevas, em muitos casos já são selecionados para o exílio.
    Abraço.

    ResponderExcluir