sábado, 30 de julho de 2011

Confederação intergalática

Atendemos uma pessoa que há mais de 20 anos participa de um grupo de estudos sobre a Grande Fraternidade Branca e uma tal de Confederação Intergalática ou Interplanetária. Eles se reunem regularmente para "enviar luz para o planeta" e estudar as msgs de "seres extraterrestres", etc. Nas palavras do consulente: "Nos reunimos fraternalmente para estudar, ampliar nossa consciência e emanar vibrações de Paz, Harmonia e Amor para toda Humanidade. É Ação Mental através do Plano Mental.Alguns dos membros, que possuem mediunidade, "canalizam" as msgs e alguns tbm enxergam esses seres "ascencionados", alguns supostamente membros da Grande Fraternidade Branca (as canalizações ocorrem na "sede" da Ordem Interplanetária, que fica numa cidade paulista, e de lá é enviada aos diversos grupos espalhados pelo Brasil, sendo esse do consulente um desses grupos).


O consulente nos procurou por estar há vários anos se tratando de epicondilite, tendinite e síndrome do túnel do carpo, que lhe causa dores nas mãos e nos braços, e tbm relata dificuldades para dormir. Relata tbm dificuldades financeiras, pois tem atua na área de bioeletrografia (fotografia kirlian) e o negócio não vai para frente. Ele acreditava inclusive que isso poderia ser por conta de entidades trevosas, por conta dele identificar obsessores com seu trabalho.

Tbm já fez tratamentos em centros espíritas, num outro grupo de apometria, além dos tratamentos convencionais, sem sucesso. Pelo que sabemos oficialmente ainda não existe cura para esses problemas de LER/DORT (lesão por esforço repetitivo e distúrbios osteo-musculares relacionados ao trabalho) e o consulente inclusive aponsentou-se por esse motivo.

Entretanto, já nos deparamos com alguns casos semelhantes e o que constatamos neles, assim como no caso deste consulente, é que em desdobramento as pessoas portadoras desses problemas geralmente estão agindo cruelmente para com outros espíritos, seja inflingindo-lhes dores por tortura ou em experimentos macabros.

Uma pessoa sem experiência nesses casos jamais cogitaria isso, principalmente pelo perfil do consulente, uma pessoa tranquila, "espiritualizada", aquele tipo que vc olha e pensa que seria incapaz de matar uma mosca. O fato dele há mais de 20 anos ter criado um grupo espiritualista já demonstra seu pendor, mas como só boa vontade não basta, temos que relatar aqui o ocorrido para servir de alerta aos demais.

Junto do consulente havia um espírito, um "capataz", que espancava e chicoteava um grupo de espíritos, seguindo ordens do consulente. Nesse local do astral havia dezenas de corpos esquartejados pelo chão, um local escuro e lamacento. Efetuamos o resgate e nos deparamos com outro local, esse com milhares de espíritos, todos escravizados e em extremo sofrimento, e o "chefe" do local, ao contrário do que geralmente ocorre, não era nenhum espírito trevoso desencarnado, mas era o próprio consulente em desdobramento.  Efetuamos o resgate dos espíritos, apagamos a mente do consulente desdobrado e o enviamos de volta ao corpo.

O interessante foi quando pedimos para ele mentalizar o grupo que ele frequenta, a fim de verificarmos que tipo de entidades os estavam mistificando, pq já sabíamos de antemão que era um caso assim. O que os médiuns viram foi um local de muita luz, com várias pessoas vestidas de branco, dando passes em outras pessoas deitadas em macas, esses todos encarnados, e alguns desencarnados tbm emitindo muita luz.

Me projetei no local e quando cheguei lá os seres "de luz" desencarnados me interpelaram, perguntando se eu precisava de alguma ajuda ou tratamento. Os médiuns não sentiram nada de ruim, mas pedi para eles observarem o que iria acontecer e logo que me aproximei deles sua fisionomia mudou, a "casca" de luz caiu e se mostraram com realmente eram, seres das trevas.

Abaixo de cada maca ou leito onde os encarnados aplicavam passes havia um encanamento, um complexo sistema de tubos, que canalizava a energia para um enorme recipiente, parecendo um caldeirão, de onde os seres trevosos depois recolhiam a energia (ecotoplasma) e a utilizavam para suas finalidades malignas.

A energia em si era boa, tanto que nossa equipe recolheu o recipiente com aquela energia para utilização no atendimento dos espíritos resgatados, mas as entidades trevosas a negociariam com outras facções trevosas por conta de ser uma energia "boa", recolhida de pessoas cheias de "boa vontade".

A ignorância e a vaidade é o que leva as pessoas a se filiarem a esses grupos "exóticos", pq se sentem "especiais", diferentes dos outros, se acham melhores, e o tipo de atividade que executam não lhes exige nada, não precisam se modificar interiormente, basta serem o que pensam que são, "seres de luz". É comum ouvirmos essas pessoas afirmarem "sou luz", dizerem que temos uma centelha divina em nosso interior, etc., como se isso bastasse para anular sua condição kármica.

Se nós estamos aqui na Terra agora é pq ainda não conseguimos com que a nossa "centelha divina" demonstrasse alguma coisa de divina perante as leis cósmicas e não vai ser repetindo "eu sou luz" que vamos conseguir isso. O que nos trouxe até aqui foram nossas más ações e somente praticando boas ações é que vamos conseguir equilibrar a balança.

Abraço.

Gelson Celistre.


Um comentário:

  1. Incrivel, tem tudo haver com um texto que eu escrevi a meses: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2011/03/ashtar-sheran-magos-negros-aparecendo.html

    ResponderExcluir