domingo, 17 de maio de 2020

Justiça com as próprias mãos

      Existe uma lei divina a que todos estamos sujeitos que é a Lei do Karma, mas muitos espíritos na dimensão astral se autointulam de justiceiros e se juntam para fazer justiça com as próprias mãos. Há dois anos, em maio de 2018, já havíamos nos deparado com um grupo de justiceiros no astral, que relatamos no post O vale dos Justiceiros, e agora nos deparamos com outro grupo quando fomos efetuar o resgate de uma suicida.


     Já efetuamos muitos resgates de suicidas e ao contrário do que muitos imaginam, principalmente os espíritas, nem todos os que se matam vão para os vales dos suicidas, embora esses locais existam e muitos espíritos se aglomerem neles por afinidade vibratórioa, e também não existem penas impostas aos suicidas por algum juiz do karma ou coisa parecida, a não ser em cidades umbralinas de baixa vibração.
      A suicida que fomos resgatar se enforcou em 2012, após muitos anos de depressão, mesmo se tratando com antidepressivos. O que motivou seu resgate foi que uma prima sonhou com a suicida, que ela veio lhe pedir para cuidar bem das suas filhas e, apesar de ser se suicidado por enforcamento, estava com o rosto arranhado, boca cortada e parecia um espantalho.
      Inicialmente descobrimos que ela sofria um forte processo de obsessão em vida, que foi o que lhe provocou a depressão e o suicídio, que foi induzido pelos obsessores, que faziam parte do grupo de justiceiros no astral.
     Esse grupo de justiceiros era composto por 225 espíritos, que se reuniram e decidiram se vingar de que fez alguma coisa contra eles em vida. Encontrando uma dessas pessoas encarnadas eles a obsidiavam ininterruptamente até provocar seu suicídio, e então elas ficavam presas no astral sendo castigadas. 
     Eles colocavam suas vítimas andando de quatro de um lado a outro, como se fossem animais, enquanto lhe chicoteavam e agrediam. Havia 115 espíritos sofrendo esses castigos, sendo que todos cometeram suicídio induzidos por estes justiceiros, alguns deles em mais de uma vida.  A suicida que fomos resgatar estava lá desde que desencarnou há quase 8 anos.
      Conversei com um dos justiceiros e ele começou dizendo que todos que estavam ali eram pessoas muito más, que mereciam sofrer, e que eles faziam justiça com as próprias mãos, para impedir que essas pessoas prejudicassem outras.
       No caso da mulher que fomos resgatar o crime pelo qual ela estava sendo punida  foi o de mandar matar uma outra mulher por estar tendo um caso amoroso com o marido dela. Era uma mulher pobre e sem recursos que tinha três filhos pequenos que ficaram desamparados e na miséria. Esses três filhos, a mulher assassinada,  e o marido da suicida naquela vida estavam todos no astral a obsidiando e foram eles que a induziram a cometer suicídio.
     Mas a vingança deles não iria parar com o suicídio da mulher, eles queriam também castigar as três filhas que ela teve naquela vida, e que atualmente estão encarnadas, sendo uma delas filha da suicida e as outras duas são filhas da prima da suicida, que sonhou com ela e foi quem nos contatou para efetuarmos o resgate.
         Eles já estavam levando as meninas durante o sono para o local onde castigavam as pessoas, uma delas inclusive já estava com depressão e nossa equipe nos informou que uma das três tem tendência ao suicídio também.
     A suicida só conseguiu aparecer em sonho para a prima porque o marido dela daquela vida não queria que os espíritos que foram suas filhas sofressem o que a mulher sofreu, cometendo suicídio e sendo castigada. O marido levou ela até a prima durante o sono dele na esperança que ela os ajudasse de alguma forma, o que acabou acontecendo por nosso intermédio.
     Mostrei a todos o 225 justiceiros os crimes que eles também já cometeram em outras vidas, e propus então trazer as vitimas deles para castiga-los, tal como estavam fazendo com seus algozes, mas a justiça eles só queria aplicar se fosse nos crimes alheios, nos deles não queriam. Apaguei a mente de todos os eles foram presos, sendo que serão encaminhados para a reencarnação tão logo seja possível.
      As 115 vítimas desse grupo de justiceiros foram resgatadas e encaminhadas para um hospital, inclusive a que fomos contratados para resgatar, pois estavam muito debilitadas e com ferimentos por conta dos castigos a que eram submetidas.
      Aproveitando o ensejo, esclarecemos que para resgatar um espírito é preciso ter uma equipe de espíritos e que essa equipe tenha acesso a hospitais, colônias e até prisões na dimensão astral. Não basta como acreditam muitos espíritas e espiritualistas dizer que vai encaminhar o espírito para a luz. 
    Nâo existe uma luz para onde os espiritos tenham que ser encaminhados, como se tivessem perdido o caminho ou a passagem para a luz, tecnicamente cada uma vai na dimensão astral para um local compatível com sua própria energia, seu karma, e o peso específico do seu corpo astral, que traduzindo para a prática significa que ou ficam vagando por aqui ou em regiões de baixa frequência do baixo astral, pois a quantidade de espíritos que chegam a ser resgatados para alguma colônia é muito pequena em relação ao número de espíritos que morrem diariamente.
   Apenas para ilustrar, há cerca de três semanas resgatamos cerca de 3.000 espíritos que morreram por causa do COVID-19 na região de São Paulo e que já estavam aprisionados por espíritos das trevas, sendo transportados por enormes carroças puxadas por animais de carga para regiões mais densas do astral.
    

Gelson Celistre

2 comentários:

  1. Bom dia Gelson. Por favor, me tire uma dúvida: os anjos como descritos na Bíblia, existem realmente? pergunto isso porque fico em dúvida se realmente os espíritos dos mortos não podem ser ilusões criadas por anjos decaídos. Pois a Biblia diz que anjos se rebelaram contra o criador e foram expulsos dos céus, e que seu líder Satanás, os lidera numa guerra contra Deus. Sei que os espiritas e espiritualistas não acreditam num Diabo como diz a Bíblia, mas mesmo assim pergunto isso.

    Como ter certeza absoluta que existe o "além", que tudo isso é de fato real e não imaginário? quem são aqueles espíritos que Jesus expulsava? eram anjos decaídos, ou desencarnados? pois as vezes eles eram chamados de demônios. Uma última pergunta: é normal uma pessoa que é apegada a outra quando desencarnar ficar no lugar em que morava obsediando-a , sem querer? obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, todas as almas são criadas iguais, com as mesmas potencialidades, e no decorrer de sua evolução todas passam por fases de maldade até se tornaram evoluídos. O que está escrito na Bíblia é a interpretação de um povo sobre como seria Deus e a criação, mas outros povos tem outras versões. O que Jesus expulsou devem ter sido espíritos desencarnados, e é comum quem morre ficar por aqui, onde morou ou perto de pessoas que lhe eram próximas.

    ResponderExcluir