sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Há pouco tempo, numa galáxia muito distante

     Sou psicoterapeuta e atendo uma moça que tem mediunidade ostensiva e com a qual faço um trabalho de desenvolvimento mediúnico. Em nosso último encontro ela me contou que teve um sonho muito estranho, onde viu uma nave espacial da qual saiu um ser humanoide com traje de astronauta e pegou um cachorro de rua para fazer experimentos. 



     Ela não tinha visto nenhum filme com essa temática que a pudesse ter induzido a sonhar com nave espacial e por isso resolvi verificar. Ela ainda está em desenvolvimento, mas ainda assim conseguiu ver que o ser colocava um tipo de chip no peito dos cães que gravava tudo o que acontecia ao redor deles, em vídeo e imagem, e ele parecia impressionado com o fato dos humanos darem amor a esses animais. 

        Para obter mais dados utilizei uma outra médium mais experiente e logo que a sintonizei com a situação ela viu o ser e a nave que ele utilizava e viu também que de fato ele recolheu um cachorro de rua que levou para essa nave, onde já havia outros cães. Este ser tinha uma aparência humanoide, mais alto e magro que nós, sem cabelos, orelhas pontiagudas, olhos grandes e meio ovalados, nariz e boca pequena e sem lábios. 
      Este ser estava em uma missão exploratória em nosso planeta recolhendo espécimes. Ele achou interessante a relação dos humanos com os animais, principalmente com os cães, pois no planeta natal dele não havia animais domésticos convivendo com as pessoas como aqui. Ele ainda pretende levar outros espécimes.
     Enviei a medium ao planeta de onde ele veio. Pela descrição que ela deu é um planeta rochoso com muita vegetação, semelhante ao nosso, porém em uma dimensão um pouco acima da nossa, equivalente a frequências superiores do nosso plano astral. Esses seres vivem numa região de floresta com árvores muito altas, e eles vivem em naves espaciais acima da floresta, só que ao invés de estarem flutuando, elas estão ligadas ao solo por uma tubulação bem mais fina em relação ao diâmetro da nave. Eles não são naturais desse planeta onde estão, migraram para ele há pouco tempo, então as naves em que vieram se transformaram em residências,mas provavelmente para poupar energia, elas estão numa base.
     O planeta que eles habitavam era bem menor que a Terra e foi atacado repentinamente por uma raça que se parece com os wookiees, como o Chewbacca, dos filmes da franquia Star Wars, juntamente com outros que se pareciam com os orcs dos filmes do Senhor dos Anéis. A população que era de cerca de 12 milhões de pessoas foi quase toda exterminada, restando apenas cerca de 800, que são os que conseguiram escapar e se alojaram nesse planeta.
     Como o planeta é primitivo e não possui muitos espécimes animais, alguns como este que esteve aqui na Terra estão recolhendo animais em planetas semelhantes para introduzir naquele ecosistema. O planeta natal deles foi atacado por uma arma de alto poder destrutivo,  que além de praticamente exterminar todos os seres vivos, o tornou inabitável. Isto me intrigou pois qual seria a finalidade de invadir um planeta se não vão utilizar nenhuma riqueza natural dele e o que nos informaram é que a finalidade era a de transformar o planeta num depósito de armamentos, um entreposto, e foi escolhido devido à sua localização. 
     A intenção era mesmo de torná-lo inabitável, deve ser algum tipo de radiação, para que nenhuma forma de vida possa viver nele. Construíram enormes galpões onde armazenam o armamento e equipamentos, e deixaram algumas naves orbitando o planeta para vigiar. Imaginem o que anda por ai no universo, uma raça de seres capaz de exterminar a vida num planeta inteiro para utilizá-lo como depósito. É uma clara demonstração de que desenvolvimento tecnológico não é sinal de evolução. 

Gelson Celistre

Nenhum comentário:

Postar um comentário