sexta-feira, 2 de agosto de 2019

O ET de Sete Cidades

     Estive visitando a Serra de Ibiapaba no estado do Ceará com um amigo e resolvemos conhecer o Parque Nacional de Sete Cidades, no estado do Piaui, onde existem formações rochosas muito interessantes e pinturas rupestres que datam de 6.000 a 10.000 anos.

Parque Nacional de Sete Cidades
         As formações rochosas no parque são magníficas e foi um ótimo passeio, mas minha intuição antes mesmo de irmos já me advertira de que havia alguma coisa naquele local que demandaria uma intervenção.  Como meu amigo é medium pedi que ele ficasse atento às energias do local. No entanto, tanto ele como eu nada sentimos de diferente durante as horas que passamos no parque.


     Porém, após retornarmos e estando já na pousada onde estava hospedado na cidade de Carnaubal, ao entrar no carro subitamente senti uma energia muito pesada, a ponto de me provocar dor de cabeça. Disse logo ao meu amigo, que não estava sentindo nada, que durante o jantar iríamos verificar o que havia no parque.
     Enquanto esperávamos o garçom trazer nosso pedido dei uns comandos para que ele visse o que havia no astral do parque enquanto estávamos lá. Imediatamente ele passou a ver nossa visita ao parque, como se assistisse a um filme, e percebeu que havia um indígena nos acompanhando durante todo o trajeto, pulando de uma rocha a outra nos observando.
     Ele achou esse indígena muito semelhante ao personagem Nightwolf, do jogo Mortal Kombat.
     Este espírito nos acompanhou durante toda a visita ao parque, mas apenas ficou nos observando. Investigando as possíveis razões identificamos uma energia diferente numa formação rochosa que no parque chamam de Pedra da Tartaruga, e descobrimos que havia uma conexão entre esse local do parque e a Serra de Ibiapaba.
     
Pedra da Tartaruga
     Para não me alongar muito, este indígena assim como vários outros que estavam enscondidos entre as rochas, serviam a um outro ser, ser este que era o moivo de estarmos ali. 
      Há milênios este ser, que é um alienígena, veio para cá estudar nosso planeta, mais especificamente algum mineral possivelmente radioativo que existe naquela área.  Era um grupo de cientistas intergaláticos, ETs humanóides, com o corpo fino e alongado. Este ser inclusive tinha um romance com uma outra cientista, membro desse mesmo grupo.
     Eles estavam numa dimensão etérea, acima frequencialmente da nossa dimensão física, equivalente à nossa dimensão astral. Este ser a que nos referimos começou a interferir na vida dos indígenas que viviam na região, inflluenciando-os a fazer determinadas coisas, fazia uns brigar com os outros, fazerem rituais de sacrifícios, etc. e essa interação, que era contra os princípios do grupo de cientistas, que não interferiam nas culturas locais, fez com que ele gerasse um karma aqui no planeta. 
       Na prática ao agir aqui na Terra da maneria que ele fez, agregou ao seu corpo alienígena energias do nosso planeta, alterando a densidade de seu corpo, e isso fez com que ele não pudesse partir junto com os demais. Eles o avisaram de que seus atos eram perigosos mas ele não deu ouvidos aos colegas.
     Desde então ele tenta localizar o rastro energético da nave que o touxe, na esperança de reencontrar sua amada, mas nesse tempo em que está aqui ele acabou perdendo seu corpo astral, ficando apenas seu mental. Este alien criou no astral um sistema para coleta de energia de seres humanos nas cidades da Serra de Ibiapaba, com tubulações que iam até o Parque de Sete Cidades, cerca de 100 km, que ele misturava com outra energia que havia no subsolo, uma lama negra, com o que tentava criar alguma coisa que o tirasse do planeta, algum tipo de combustível. 
    Ele possuía diversos equipamentos, tanto em Sete Cidades quanto no Parque Nacional da Serra da Capivara,  no sul do Piauí, onde também atuava, e tinha uma espécie de acordo com os espíritos locais pois dizia que aquela região lhe pertencia e não era incomodado por eles, inclusive fornecia alguns equipamentos aos espíritos locais. Esses equipamentos eram principalmente para sondar o universo em busca da nave em que veio para a Terra, mas também tentava criar uma nave espacial.
     A tal lama negra que vimos descobrimos que era um lixo trazido por alienígenas, que utilizaram nosso planeta, mais especificamente a Serra de Ibiapaba, no Parque Nacional de Ubajara, possivelmente devido ao complexo de cavernas que existe em seu interior, como depósito de resíduos tóxicos que eles não queriam em seu próprio planeta.
      O ET de Sete Cidades foi preso, juntamente com um grupo de indígenas que eram seus serviçais, seus equipamentos de extração de energia dos humanos foram destruídos, e nossa equipe espiritual está decidindo o que fazer com ele. A lama negra foi retirada e levada para um local onde não provoque riscos a ninguém. 

Gelson Celistre


Nenhum comentário:

Postar um comentário