terça-feira, 12 de março de 2013

Grupo de cura

     Atendimento relativo a um grupo de cura e apometria além-mar, localizado na Europa. Segundo nos foi informado o grupo faz “curas energéticas” e estão dando os “primeiros passos na apometria”, estudando através de apostilas encontradas na internet. Ainda segundo a pessoa que nos contatou: “Por vezes chega-nos o Dr Lacerda e nos vai dando dicas de cura... e quando é necessário enviar seres mais renitentes para luz indica-nos sempre a utilização da inversão de spin.“
O grupo de cura estava ligado a  um demônio que
se apresentava como a deusa egípcia Sekmet, para o qual
em uma vida passada eles faziam sacrifícios humanos.
     O pedido de atendimento foi feito pq uma médium do grupo estaria sendo “atacada fisicamente” por entidades das trevas, supostamente pq “nos passa informação importante para nosso crescimento energético e espiritual espiritual ela é "atacada" fisicamente por 2 ou 3 seres que não acham piada nenhuma ao que ela nos relata e ensina... Aqui nem a inversão de spin, nem o envio de energia carmim e prata resolve, nem a mentalização da legião de Miguel, etc (pois pensamos que foram de vez e lá aparecem de novo)!”.  
     Inicialmente vou alertar aos espíritas/espiritualistas interessados em auxiliar através de trabalhos espirituais como curas energéticas e utilização da apometria que boa vontade não basta, é preciso ter conhecimento sobre a dimensão espiritual, sobre as leis do karma e como se processa o intercâmbio com a nossa dimensão física.
     É nas obras espíritas onde mais se pode obter informações sobre o mundo espiritual, então quem pretende se aventurar por estas paragens no mínimo deveria ler os livros de Allan Kardec, Ramatis, Chico Xavier, Ranieri, Roger Feraudy, Conde Rochester, Dr. Lacerda e tantos outros escritores que desnudam a realidade extra-física, a maioria deles inclusive disponível gratuitamente na internet. É claro que acabamos lendo muita besteira tbm mas depois de uma boa dose de leituras conseguimos identificar quando o autor não entende realmente do assunto ou apenas repete o que outros já escreveram sobre o tema.
     Sobre apometria especificamente a grande maioria se esquece ou ignora que a força principal utilizada é a energia mental e que portanto a eficácia de um “comando” depende de quem o está emitindo. Um mesmo comando emitido por duas pessoas diferentes terá efeitos diferentes sobre uma mesma criatura, por exemplo, um comando para paralisação de um espírito agressor.
     Não existe uma força inerente ao comando de paralisação em si, não existem palavras mágicas, ou seja, não basta qualquer um ordenar, contar até sete ou estalar os dedos para que o espírito se paralise. A força do comando depende da energia mental de quem está emitindo o comando, sem esquecer que o tal espírito agressor tbm tem energia e vontade, então a força de quem ordena tem que ser maior do que a de quem ele pretende que lhe obedeça.
     É por este motivo que muitos grupos de apometria fracassam, pq fazem cursos com pessoas que desconhecem a realidade na prática e que passam para os alunos em cursos e/ou apostilas que basta emitir o comando de apometria que funciona, o que não é verdade.
     Inicialmente podemos notar que o grupo em questão não tem nenhuma noção da realidade espiritual. Imagine se o Dr. Lacerda vai aparecer para dar “dicas” para qualquer grupo de pessoas que resolva praticar apometria. É um absurdo.
     As pessoas imaginam que qualquer espírito está à disposição delas no momento que precisarem, como se a única finalidade da existência desse espírito fosse ficar à espera de alguém que vai “invocá-lo”, ou então, que o espírito tem super-poderes e consegue ficar monitorando bilhões de pessoas à espera de alguém que precise de seu auxílio para então ele se manifestar espontaneamente.
     Realmente a médium do grupo viu um ser com a aparência do Dr. Lacerda, mas evidente que não era ele; esse espírito era apenas um “laranja”, um espírito que foi colocado ali para iludir e massagear o ego dos integrantes do grupo, e tbm para ocultar outro ser ligado a eles, esse sim um ser realmente das trevas e que influenciava vários grupos de cura como esse e outros similares.
     Esse outro ser foi preso pela nossa equipe espiritual e cortamos sua ligação com vários grupos espalhados por diversos locais no mundo. Várias pessoas desdobradas eram mantidas sob estado de fascinação, acreditando estar em contato com espíritos de luz e “fazendo curas”, quando na verdade estavam apenas doando energia para esse ser das trevas.
     A tal médium não estava sofrendo ataque de nenhum ser das trevas por estar revelando ou ensinando algo de útil ao tal grupo, e sim pq estava desdobrada torturando outras centenas de espíritos. Ela os agredia em desdobramento e quando retornava ao corpo físico sentia os efeitos do que fazia de ruim no astral contra os outros espíritos. Libertamos esses espíritos e fechamos essa frequência.
     Esse grupo de cura tbm já esteve reunido em outra vida, no ano 1217, todos eles, e formavam um grupo de adoração à deusa egípcia Sekmet, onde sacrificavam crianças em rituais macabros, sendo que a tal médium era a líder desse grupo. Agora que se reencontraram ela novamente os estava guiando para o mesmo propósito pois todos eles ainda estavam ligados ao demônio feminino que se apresentava como a deusa egípcia Sekmet. O que acontecia era que os espíritos que eles imaginavam estar “encaminhando” para a luz, na verdade estavam sendo encaminhados para esse demônio, que os mantinha aprisionados. A tal médium fazia com que estes espíritos assumissem a aparência de bebês no astral para ofertá-los ao tal demônio.
     Interessante que quando prendemos o tal demônio numa bolha energética ele modificou sua aparência e a cabeça de leoa passou a se parecer com a de um leão, com um juba feita de fios vivos que ficavam se mexendo e o corpo de um animal mesmo, como um felino de grandes proporções. Devido ao tempo que ficou com a aparência de Sekmet moldada e aos atos demoníacos que vinha cometendo, ele teve sua energia e aparência perispiritual modificadas e provavelmente vai renascer numa classe animal inferior à humana, senão aqui na Terra em outro planeta primitivo.
     O contato com o desconhecido pode ser fascinante mas não está livre de perigos e quem deseja se aventurar por caminhos ocultos deve estar bem preparado.

Abraço.

Gelson Celistre

2 comentários:

  1. Gelson é impressão minha ou agora tá na moda nas dimensões etéreas densas ou mesmo na da crosta os espíritos de travestirem de deuses egípcios e ETs...será que é o inconsciente coletivo que reflete neles ou eles que estão intensificando essa idéia? Abç.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, eles se travestem conforme o gosto do freguês, portanto, se adaptam ao que estiver na moda espiritualista.
      Abraço.

      Excluir