sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11/11/11 - O portal

Nesta data, 11/11/11, milhões de pessoas ligadas a vários grupos esotéricos e místicos se reuniram para meditar, às 11:11, na tentativa de se conectar às energias que surgiriam através da abertura de um portal interdimensional. Numerólogos e astrólogos comentaram sobre a importância da data, assim como paranormais famosos e pessoas do meio ocultista/esotérico e até um filme estreou no cinema nessa data e com esse nome, 11/11/11.

Muitas pessoas podem achar que isso é bobagem, que não existem portais interdimensionais e que não se poderia acessá-los caso existissem, entretanto, portais interdimensionais existem, energias podem ser acessadas através deles e vamos relatar como foi esse acesso ao portal 11/11/11.

Milhões de pessoas se puseram a meditar em 11/11/11 com a intenção de "receber" as energias que seriam  liberadas pela abertura do tal portal. Isso fez com que essas estivessem receptivas e ao mesmo tempo direcionando sua atenção (energia mental + ectoplasma) para essa finalidade.

Na dimensão terrestre, dos milhões de pessoas que estavam meditando e tentando acessar o portal 11/11/11, saíam pequenos fios de energia em direção ao espaço, que se juntavam e formavam um imenso raio de energia luminosa, aproximadamente do diâmetro de um estádio de futebol como o Maracanã.

Andrion era uma cidade umbralina que coletava energia
de pessoas  que meditavam  para acessar o  portal 11/11/11.
No astral, um grupo de seres vestindo túnicas prateadas observava o fenômeno e direcionava esse imenso fluxo de energia para uma pequena cidade na dimensão astral conhecida pelo nome de Andrion. Os prédios são todos altos, brilhantes e angulosos, parecendo serem feitos de metal, lembrando imagens de cidades futuristas de filmes de ficção científica. No centro dessa cidade há um prédio imenso em formato esférico, que é onde fica armazenada essa energia emitida pelos 'meditadores do portal".

Nas pessoas (aqui na Terra) que estão meditando vimos um ponto luminoso na testa, uma marca colocada para poder acessá-las em outros momentos. Esse ponto indica que essas pessoas são doadoras de energia; são essas pessoas que mantem Andrion em todo seu esplendor futurista.

Enquanto estão meditando, conectadas a Andrion, elas são inspiradas e intuídas. Algumas delas percebem imagens da cidade e se imaginam em algum local muito especial, "acima" da mediocridade terrestre, uma espécie de mundo paradisíaco e perfeito. Algumas deles receberão "intuições" e mensagens dos seres "elevados" que vivem ali. Muitas dessas pessoas são "canalizadores" e já há tempos recebem msgs dos seres de Andrion, talvez com outros nomes e procedências.

Um dos prédios da cidade, bem na região central, tem o formato de uma pirâmide e é todo feito de um material transparente parecendo vidro, no interior há um átrio com uma fonte e dentro da fonte há um cristal, um ambiente que parece ser bem agradável, como o interior de um shopping. Num outro prédio, esse todo branco, há uma sala de reuniões e em cima de uma mesa vários papéis, com textos, números e símbolos, gráficos e coordenadas geográficas.

A cidade de Andrion consome muita energia e apesar de haver centenas de milhares de pessoas aqui na Terra como "doadoras de energia" frequentes, de tempos em tempos eles criam a idéia dos tais "portais", para aliciar mais um monte de incautos fascinados, e assim abastecer o enorme reservatório de energia que mantem a cidade. Vimos pessoas de todas as nacionalidades e raças ligadas a Andrion: hindus, africanos, europeus, americanos, orientais, enfim, pessoas do mundo todo.


Caminhamos por Andrion e nos dirigimos para um prédio na periferia da cidade. No caminho começamos a ver plantas e pudemos observar que do grande prédio esférico no centro da cidade saem fios abaixo do solo que o ligam a todos os outros prédios, como uma grande rede elétrica subterrânea. Destoando um pouco do ambiente encontramos um outro ser, esse vestindo uma capa roxa e com asas de morcego e chifres enrolados, que é o líder de todos ali, o governador de Andrion, e seu nome é Presseu.

O prédio parece um templo grego, com enormes colunas na entrada e uma escadaria para acesso a porta principal. Presseu estava nesse prédio, que era um laboratório de pesquisas sobre a mente e sobre as possibilidades da meditação. Nesse laboratório havia várias pessoas encarnadas desdobradas, todas em posição de meditação, onde eram estudadas.


Na entrada do prédio havia homens guardando o local. Eles vestiam uma roupa prateada com um símbolo no peito, um triângulo com algumas letras ou símbolos dentro, e foram paralisados para que pudéssemos entrar. Após entrar e nos dirigir a sala onde estava Presseu, este nos recebeu calmamente e disse: "- Será um prazer tê-lo como aliado!" (provavelmente pq estávamos vestidos ao estilo dos magos negros, com uma roupa toda preta e pq nos conhecesse de épocas passadas).

Respondemos que não viemos para nos aliar a ele mas para libertar as pessoas aprisionadas ali e levar a energia coletada por ele que não lhe pertence. Ele a princípio ficou surpreso com nossa resposta mas logo ele e mais dois outros seres que estavam ali se juntaram para nos atacar. Nossa equipe já estava a postos e prendeu o grupo de seres, inclusive Presseu, que será exilado.

Retornamos ao prédio em forma de pirâmide e destruímos a fonte com o cristal, pois ela fazia parte da estrutura que mantinha as pessoas, os "doadores de energia", conectadas a Andrion. As pessoas encarnadas que estavam ali foram enviadas de volta ao corpo físico.

Nossa equipe criou um portal em Andrion para transportar o reservatório de energia que mantinha a cidade funcionando para outra dimensão, inacessível  para outras entidades, onde seria verificada a possibilidade de se utilizar essa energia em outros resgates, caso não esteja de todo contaminada. Os papéis que vimos antes foram levados para análise. Criamos uma redoma de energia ao redor da cidade de ela explodiu toda.

Andrion era uma cidade localizada no umbral, um local de energias densas e de baixa vibração, por isso demandava muita energia para manter seu aspecto futurista. Após a destruirmos tudo ficou escuro ao redor.

Então os milhões de pessoas que meditaram em 11/11/11 se conectaram a uma outra dimensão e de fato receberam algo, um implante em seu cérebro para poderem futuramente continuar a doar energia para manter o estilo de vida de várias entidades das trevas.

Andrion foi destruída e Presseu será exilado, mas milhares de outros seres que vivem nas trevas anseiam por nosso ectoplasma para não precisar reencarnar e as pessoas que ingenuamente esperam "evoluir" com práticas que não produzem mérito cármico, como meditações para acesso a portais, são excelentes candidatos a serem doadores de energia para essas entidades.

Se um portal para o céu se abrisse diante de nós, será que poderíamos passar por ele? Não basta crer e desejar, é preciso merecer, e merecimento se obtém com boas ações e não com meras palavras, mantras, meditações, estudos e etc., pois assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta (Tiago 2, 26).

Abraço.

Gelson Celistre.

2 comentários: