segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

686

     No ano passado atendemos algumas pessoas "iniciadas" em cursos "quânticos" e similares (vide
http://apometriauniversalista.blogspot.com/2010/10/mestres-ascencionados-ets-cosmicos.html e http://apometriauniversalista.blogspot.com/2010/09/iniciacao-quantica.html). Em função disso nos deparamos com seres trevosos e vítimas ligadas a essas pessoas e iniciações, que revelamos em nosso blog, pois faz parte da nossa "missão" transmitir o conhecimento e a experiência que adquirimos em nossos trabalhos, a fim de proporcionar subsídios a outros grupos e pessoas que, assim como nós, buscam a verdade.

     É normal que nossas postagens suscitem a insatisfação dos instrutores de tais cursos e iniciações, apesar de não citarmos os nomes dos envolvidos; inclusive, em desdobramento inconsciente (será?!) vários deles já nos atacaram. Mas enfim, faz parte do nosso trabalho e não temos contra essas pessoas nenhum sentimento negativo, mas nos compadecemos de seu estado de ignorância quanto à própria condição espiritual. São cegos guiando cegos.

     No mês passado recebi um  e-mail de uma pessoa que ministra cursos e iniciações de apometria quântica, referindo-se justamente a esses meus posts sobre os "quânticos". Já vi vários casos como esse onde a pessoa vive num estado de auto-fascinação, acreditando piamente que está sendo "canal" de alguma entidade ou força superior, e sei que de nada adianta vc dizer isso a pessoa, pois ela simplesmente não acredita. Por outro lado, como as informações são obtidas através de um trabalho espiritual, mediúnico, chegamos num ponto onde a razão não pode mais agir e caímos no domínio da fé. Assim como eu acredito que trabalho com entidades do "bem", essas pessoas tbm creem estar ligadas a entidades "boas". É uma questão que somente o tempo dirá quem estava com a razão, mas para quem analisa as razões pelas quais cada um de nós realiza um trabalho espiritual não é difícil perceber o escancarado viés mercantilista desses cursos e iniciações quânticas.

     Bem, mas como a tal pessoa me enviou um e-mail, até educado, inclusive se prontificando a me mostrar seu trabalho, resolvemos averiguar com que tipo de entidades ela, especificamente, estava trabalhando. Temos experiência suficiente para saber que não basta a boa vontade para se obter o aval dos espíritos superiores em trabalhos espirituais, é preciso realmente que haja uma dedicação e intenção sincera no sentido de auxiliar o próximo, além de estudo e observação constante dos princípios básicos do espiritismo, isto é, estudo e compreensão das obras de autores como Kardec e Ramatis. Não digo que seja impossível, mas a associação de práticas espirituais com ganhos financeiros é muito difícil de equalizar e, geralmente, quando a pessoa "vive" de seu trabalho espiritual ela acaba se distanciando dos bons espíritos, que agem em nome da caridade e, acima de tudo, com ética. Pessoas que prometem coisas impossíveis apenas para ganhar dinheiro com isso nunca terão apoio espiritual de entidades elevadas, apenas de espíritos maus.

     Para resumir, ao entrarmos na frequência dessa pessoa que nos contactou por e-mail, o que encontramos foi uma comunidade trevosa de baixíssima vibração, extremamente densa, onde imperavam relações de canibalismo entre-vivos, ou seja, haviam centenas de espíritos em situação deplorável, uns comendo partes dos outros, num verdadeiro banquete macabro. Eram entidades infelizes a atormentadas, muitas encarnadas em desdobramento inconsciente. As entidades "mestres" foram aprisionadas e recolhidas por nossa equipe espiritual e esses seres se canibalizando foram todos recolhidos. Como nos outros casos eram milhares de seres, comentei com os médiuns que essa célula trevosa era pequena, e aí a equipe nos informou o número de espíritos resgatados nesse trabalho: 686.

      O que dizer a uma pessoa que acredita estar trabalhando com seres de luz, acreditando que está realizando um ótimo trabalho, há mais de uma década segundo ela, e que na realidade está atendendo a interesses de entidades trevosíssimas, que se aliaram a ela para sugar a energia das pessoas a quem ela atende? A resposta é nada. De nada adianta tentar abrir os olhos de quem não quer ver. As pessoas só vêem aquilo que querem ver.


Gelson Celistre.

2 comentários:

  1. Olá Gelson

    Existe a possibilidade de entidades trevosas causar um bem estar no medium disfarçando sua real energia passando-se por bons espititos???

    Essa moça no caso será q não sente a negatividade das entidades q se aproximam dela.

    ResponderExcluir
  2. Oi,

    Ela não trabalha incorporada, na realidade ela pensa que faz tudo sozinha, não tem noção de estar ligada a nenhuma entidade. A vaidade e o orgulho fazem com que a pessoa se ache mais do que realmente é.
    Abraço.

    ResponderExcluir