domingo, 13 de setembro de 2009

Paixão e loucura

Numa das reuniões mensais que reservamos para estudo e atendimento interno do grupo, manifestou-se um ser que havia morrido já idoso de tuberculose, abandonado pela mulher (uma das médiuns) em um hospital. Queria saber pq ela o deixou quando estava doente, sentia-se amargurado, além de estar ainda em péssimo estado de saúde, respirando com dificuldade inclusive. Enquanto o tratávamos energeticamente, incorporou uma mulher em outra médium, falando com o espírito tuberculoso algo do tipo 'bem feito'. Essa mulher gaguejava e estava com perturbação mental.
A situação foi a seguinte: o homem estava noivo dessa mulher e se apaixonou por outra (a nossa médium) tendo terminado seu relacionamento com a noiva. Esta já havia comprado inclusive o vestido de noiva e quando o noivo cancelou tudo ela enlouqueceu. Vestiu-se de noiva e foi para igreja esperá-lo. Foi internada num hospício e morreu louca, no mesmo estado em que se apresentava para nós.
O seu ex-noivo teve uma vida normal com a nova mulher que escolheu (nossa médium) mas no fim da vida contraiu tuberculose que, naquela época, não tinha cura, tendo sua mulher sido obrigada a deixa-lo internado para não se contagiar tbm.
A ex-noiva ainda estava dementada e conversando com ela induzimos uma regressão à vida anterior aquela, onde ela assumiu a personalidade dessa outra vida e teve algumas 'revelações' sobre seu destino. Ela foi mãe do homem que fora seu noivo e, tendo este se apaixonado e engravidado um moça que ela desaprovava para ser sua nora (a nossa médium), mandou que efetuassem um aborto nela, 'na marra', e depois ainda lhe injetaram um ácido no útero para que ela nunca mais tivesse filhos (a médium que fora essa moça sentiu uma forte dor/queimação em seus ovários nesse momento). Não bastasse isso ainda mandou cortar a língua da moça para que ela não contasse isso para ninguém.
Ela entendeu então pq foi abandonada pelo homem que amava e tbm pq motivo tinha nascido 'gaga' naquela encarnação.
Em casos onde o espírito em sua última encarnação estava demente, quando efetuamos a regressão o deixamos com aquela personalidade, a fim de facilitar sua recuperação. É um caso bem direto de ação e reação, causa e efeito.
Abraços.

Gelson Celistre

Nenhum comentário:

Postar um comentário