terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Hellraiser

     Em muitas ocasiões nos trabalhos espirituais a ficção parece se fundir à realidade pois nos deparamos com criaturas que parecem ter saído de alguma lenda ou mito antigo, ou ainda de alguma película cinematográfica. Quem está na faixa dos 40 anos de idade deve lembrar de uma série de filmes de terror dos anos 80, Hellraiser, onde um dos personagens, "do inferno" tinha a cabeça cheia de agulhas.

Hellraiser - Renascidos do Inferno


     Ao mesmo tempo da cabeça do ser saíram fios muito tênues, como se fossem fios de cabelo, que entraram pela cabeça da médium e desceram pelo corpo astral dela até alguns pontos onde as microesferas estavam se aglomerando, ao circular pelo corpo dela. O reflexo disso no corpo físico da médium foi muito calor, com exceção das mãos que estavam geladas, e formigamento por todo o corpo.
     Em dado momento a médium sentiu como se houvesse alguma coisa viva dentro de seu estômago (no corpo físico), pulando muito, a ponto dela ter que segurar a barriga com as mãos e não conseguir conter os espasmos. A sensação segundo ela era a de ter alguma coisa "com um coração batendo" dentro dela.
     Logo em seguida a médium se viu dentro de uma sala toda cinza, deitada sobre uma mesa metálica. O local é frio e silencioso. Injetaram um líquido no corpo dela para fazer uma espécie de mapeamento do organismo, o que lhe provocou ânsia de vômito. Ela está com os punhos e tornozelos presos a essa mesa onde está deitada.
     Outro ser, igual ao anterior, de formato humanóide feito de uma energia transparente azulada, chegou na sala com uma bandeja com vários tudos de ensaio e injetou algo na médium através de sua vagina, um parasita. O ser se referiu a ela (a médium) para outro ser como hospedeira (qualquer semelhança com Alien - O 8° passageiro, é mera coincidência!). Esses seres não são humanos, na verdade não possuem uma vida "orgânica". São seres artificiais, criações mentais de outro ser, um tipo de robô no mundo astral.
     Mas não queríamos os artificiais e sim seu criador, por isso através do rastreamento da energia desses seres, a médium conseguiu, por um instante, ver num outro local o hellraiser, todo vestido de preto, careca, e com a cabeça cheia de agulhas espetadas. 
     Mas a imagem sumiu e para tentarmos localizar onde ele estava a médium se soltou da mesa metálica e começou a quebrar tudo ali, com muita violência, o que fez com que os seres a levassem por alguns corredores para uma outra sala, onde estava nosso alvo, o hellraiser.
     Ao entrar nessa sala ela se deparou de cara com o hellraiser e das agulhas na cabeça dele saíram fios que tentaram se ligar à cabeça da médium. Prendemos esse ser mas era tbm um artificial, uma cópia ou clone do verdadeiro hellraiser. O hellraiser estava dentro de uma outra sala, ao lado dessa, onde o encontramos logo em seguida.
     Ele não demonstrou nenhuma emoção ao nos ver ali, apenas levantou um dos braços e fez surgir vários seres ao nosso redor, iguais aos primeiros artificiais azuis transparentes para nos atacar. Nesse ponto usamos um ser criado por nós para enfrentar os artificiais e após destruirmos todos, o hellraiser ergueu uma das mãos e, de um dos anéis que ele tinha, saiu uma energia estranha em direção ao ser que criamos, como que querendo dominá-lo, mas sem sucesso.
     O ser que criamos reagiu e partiu para cima do hellraiser, que sumia e reaparecia em outro ponto da sala, até que nosso ser o atingiu com uma espécie de raio, que o atingiu bem numa das agulhas da cabeça, e ele levou algo semelhante a um choque elétrico, mas ele retirou a tal agulha e jogou na direção do nosso ser, que acertou a tal agulha no ar com outro raio, e partiu pra cima do hellraiser, que tentou fugir dali correndo, mas foi alcançado. Houve uma pequena luta onde o hellraiser acabou tendo as agulhas totalmente enfiadas na cabeça e depois foi preso.
     Mas esse tbm era outro clone artificial do hellraiser, que finalmente apareceu depois de termos prendido sua segunda cópia. Dessa vez ele não tinha mais truques novos e já estava sem muita energia, tentou os mesmos ataques de seu segundo clone, mas foi preso rapidamente.
     Em outras salas daquele local haviam vários outras mulheres encarnadas desdobradas, todas aprisionadas, amarradas em mesas metálicas, e igualmente foram submetidas ao implante intra-vaginal, como hospedeiras. Elas foram libertadas, o hóspede foi retirado, e foram reacopladas em seus corpos físicos.
     O local onde estávamos, por fora, era semelhante a uma nave espacial. O hellraiser já foi um grande mago negro e em várias vidas foi cientista. As agulhas faziam parte de um experimento em que ele pretendia irradiar mais sua energia mental. Os hóspedes implantados nas mulheres tbm eram outro experimento macabro.
     Agora nosso personagem de filmes de terror dos anos 80 vai ser exilado. O interessante é que fizeram uma série de filmes de terror onde aparece um ser muitíssimo parecido com ele... será que ele andou inspirando algum cineasta ou o hellraiser do cinema teria sido mera coincidência?

Gelson Celistre

Um comentário:

  1. Muito legal o relato, esses filmes de terror com certeza são inspiração que os roteiristas de Hollywood tem, e desdobrados escrevem os roteiros para seus filmes, rs. Médiuns intuitivos. Um exemplo clássico disso são os filmes do Fredy Krueguer, que eu ADORO!! Pra quem não sabe, Fredy é um psicopata que morreu queimado, e agora faz vítimas quando elas estão "dormindo", e os sonhos se tornam tão reais, que oque ele faz na vítima no sonho, repercute na realidade, ou seja, no corpo físico, rs. É puro plágio da vida real ou não é ? Um abraço

    ResponderExcluir