domingo, 19 de julho de 2009

Dores de cabeça

Atendimento à distância de uma mulher que sente fortes dores de cabeça, sem diagnóstico médico que as explique. Ao sintonizar com a consulente, uma das médiuns se viu andando dentro de um túnel com várias pessoas com mantos escuros e capuzes transitando. Outra médium viu um casal fazendo sexo neste túnel. Logo em seguida a primeira médium se viu no pátio de um convento com muros muito altos, e viu uma turba de freiras trazendo uma outra freira a chicotadas. Esta freira que estava sendo agredida estava grávida (era a que fazia sexo no túnel visto pela segunda médium) e foi espancada até a morte, tendo sido agredida tão violentamente com uma corrente que teve sua cabeça esfaçelada.
Nossa consulente era a madre superiora deste convento e logo que foi identificada manifestou-se desdobrada, com a personalidade daquela existência, numa das médiuns.
Era muito arrogante e declarou abertamente que tratava muito mal as 'vagabundas' que lhe eram entregues pelas famílias, que lhe davam muito ouro para que ela aceitasse suas filhas, e que as que engravidavam ela mandava matar. Ela por sua vez 'se cuidava' para que não engravidar pois tbm mantinha relações sexuais com homens, apesar dos votos. Dizia que estavam largadas ali a própria sorte e que ela fazia de tudo para ter luxo e fartura, inclusive afirmando que enviavam apenas o 'mínimo' para Roma (nos fizemos passar por um enviado do papado para tratar com ela), tentando inclusive nos subornar para que não denunciássemos o que ela fazia ali. Adorava o ouro e a opulência.
Efetuamos o resgate de várias mulheres que haviam sido mortas ali a mando dela e depois a fizemos esquecer que era a madre superiora e lembrar apenas que era uma noviça que ali chegara com muita vontade de servir a Deus. Logo em seguida ela se viu no lado de fora do convento, com trajes simples e uma vassoura. As dores de cabeça na vida atual são consequência das inúmeras mortes que ela provocou, principalmente da moça que teve a cabeça esfacelada a correntadas, e tbm pelo mau uso dos votos que professou na ordem religiosa a que se filiara. O desdobramento inconsciente era mantido pelas várias mulheres que morreram e estava menterradas ali dentro do convento, o que fez com que ela se projetasse inconscientemente com aquela personalidade e tbm sentisse as dores que ela havia provocado naquelas pessoas.
Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário